Destaques

"...Enquanto ensinarmos que o mundo é um lugar a ser evitado, que as mazelas humanas são fruto da ausência de Deus, que Deus não ouve os pecadores, que só a igreja evangélica é que detém os "diretos autorais" da salvação, que ser forte e inabalável é sinônimo de fé e que ser pecador é ser inimigo de Deus então ainda não entendemos o plano da salvação e o evangelho de cristo rebaixado apenas á mais uma religião...."
"Sequencia de vídeos diários com a leitura do Novo Testamento"

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Batalha espiritual ou Feitiçaria gospel?

Um tema sempre em voga no meio evangélico é a famigerada "Batalha Espiritual", talvez isso seja devido às profundas raízes ocultistas desde as origens da ocupação de nossa terra - tem gente que chama isso de cultura. As religiões africanas inundaram a religiosidade dos brasileiros com muitas práticas que foram abraçadas pelas religiões cristãs, criando esse paradoxo. Praticamente todos evangélicos conhecem o termo, e se não são "estudiosos" do assunto, fatalmente conhecem algum "entendido" em "Batalha Espiritual".

A base teológica é altamente frágil, como a maioria das baboseiras feitas em nome desse assunto. O texto preferido dos "soldados" é Efésios 6:12 "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.". Não querendo entrar nos meandros da exegese bíblica, mas explicando simplificadamente, a leitura isolada desse texto, tirando-o do contexto da carta de Paulo aos Efésios, e do próprio contexto bíblico é o que tem acarretado tantas besteiras dos "guerreiros espirituais".

Algumas práticas absurdas e anti-bíblicas sobre Batalha Espiritual:

1) Brechas (pecados ocultos) que dão "legalidade" para que o diabo aja na vida de um crente.
Considerando que todos ainda pecam, mesmo após a conversão e o batismo com o Espírito Santo, afirmar isso é dizer que todos os crentes ainda estão debaixo de maldição e sob o domínio de Lúcifer. Ignoram completamente que temos um Advogado perante o Pai, que nos justifica quando pecamos. Ignoram que quando fazemos parte da família de Deus, estamos EM CRISTO, e o maligno não nos toca. Alguns afirmam que pecados ocultos e não confessados, ou ainda certos tipos de pecados é que abrem tais brechas para o inimigo. De fato, um cristão verdadeiramente salvo, não viverá sua vida desleixadamente, ignorando seus pecados e achando que engana Deus, pois se alguém está nesse estado ele não possui brechas, mas simplesmente já apostatou da fé e encontra-se sob o domínio do pecado e consequentemente do príncipe deste século. A bíblia em nenhum momento afirma que um cristão, salvo, convertido, que ainda permanece em Cristo fica debaixo de qualquer maldição ou que dá legalidade para quem quer que seja lhe tocar.

2) Conhecimento de demônios, nomes e regiões de atuação.
Ao estudar o Evangelho, em nenhum momento Jesus ou os apóstolos estão preocupados em nominar demônios, ou conhecer suas áreas de atuação, acredito que apenas quando Jesus fala da Legião de demônios que possuía um jovem é dado algum detalhe, fora disso nenhuma outra instrução além de "Essa casta de demônios só sai com Jejum e oração". Quer uma estratégia para combater possessões demoníacas? Jejue e ore. Quisera eu fosse tão simples acabar com o mal do mundo, expulsando demônios regionais, mas não é assim.

3) Atos proféticos.
Esses tais atos proféticos estão mais para simpatias do que para algo bíblico. Outro dia eu vi uma cantora gospel, bem conhecida, dizendo que Deus a instruiu a comprar botas de couro de cobra, para ela pisar a serpente. Já ouvi as histórias de gente urinando nas cidades para demarcar território como um leão faz, aluguel de helicóptero para ungir a cidade. São tantos e tantos absurdos, que nada tem a ver com a Bíblia e que Jesus nunca fez e nunca faria, porque isso é praticamente feitiçaria e não Evangelho e Poder de Deus.

4) Deus me disse...
A maioria das barbáries cometidas por pessoas que seguem essas práticas é justificada como uma instrução do próprio Deus, seja através da interpretação forçosa de algum texto bíblico, ou de alguma profetada, mas às vezes soa mais como uma alucinação, até mesmo embriaguez e quem sabe talvez uma viagem muito doida desse pessoal. Certamente quem "ouve" muito Deus falar são os psicopatas que invadem escolas e atiram em todo mundo, ou os fanáticos religiosos que amarram bombas ao próprio corpo.

5) Cultos de Libertação.
As igrejas, hoje em dia, tem semanalmente cultos chamados de "Culto de Libertação", primeiro é que me sinto desconfortável em ter cultos focados em outras coisas que não sejam a Palavra em si, mas enfim, o que acontece nesses cultos? Os crentes procuram se libertar de demônios, pecados e maldições que supostamente estão "emperrando" sua vida espiritual e/ou física (geralmente financeira). Engraçado ver que "crentes" batizados e supostamente convertidos buscam esse tipo de culto semana após semana. Será que uma pessoa de Deus precisaria continuamente se libertar dessas coisas? Não cremos nós que quando nos convertemos somos justificados, purificados, santificados e perdoados? Não acreditamos que já recebemos o Espírito Santo sobre nós? Como poderíamos continuar nos libertando do passado? O que falta é conhecimento da Palavra de Deus. A chamada "Cura Interior" tem esse mesmo princípio.

6) Profetize para a pessoa que está do seu lado.
É uma mania terrível de profetize isso, profetize aquilo durante os cultos evangélicos. Meus irmãos, acaso somos todos profetas? Acaso uma profecia vinda do Trono de Deus não se cumpre? A própria Palavra diz que o Senhor deu alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, outros para pastores e mestres. Terrível coisa é banalizar as Palavras do Altíssimo. Não podemos agir como meninos, mas saber discernir e falar com coerência e correção.

Algumas frases usadas nesses "cultos":
1. Espírito Santo, és bem vindo! (ou passeia em nosso meio, ou qualquer outra coisa assim)
2. Quando você peca você dá brecha pro diabo agir na sua vida!
3. Essa noite você vai sair daqui diferente do que entrou.
4. Deus vai te fazer prosperar.
5. Diga (preencha aqui) para seu irmão do lado.
6. Respeito! Estamos na casa de Deus.
7. Se você obedecer a Deus, Ele vai te abençoar!
8. SINTA a presença de Deus aqui neste lugar.
9. Crente não pode ficar triste, irmão.
10. Deus me revelou que (preencha aqui).
11. Estou sentindo a presença de Deus (só sente isso no culto na hora do louvor).
12. Eu conheço Batalha Espiritual.
13. Fulano trabalha com Batalha Espiritual.
14. Estou vendo um demônio do lado de fulano.
15. Estou vendo um anjo do lado de fulano.
16. Estou vendo anjos/demônios aqui.
17. Jejuei pra alcançar essa benção.
18. Firmei um propósito com Deus...
19. Fiz uma aliança com Deus...
20. Profetize para a pessoa que está do seu lado...

A verdade que liberta!
"E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará." João 8:32
Queridos brothers da fé, recebemos de uma vez por todas a salvação em Cristo Jesus, a Verdade encarnada, o Verbo de Deus e somos habitação do Espírito Santo de Deus. Como poderíamos nós viver nessa insegurança com relação as coisas espirituais? A Verdade já nos libertou! Infelizmente tem gente aprisionada dentro desses conceitos satânicos, que levam as pessoas a dependência dos reis espirituais, doutores em batalha espiritual, profetas da última hora. Não nos enganemos, existe muito joio no meio do trigo e precisamos nos desvencilhar desses conceitos errados para que possamos desfrutar da boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

Como vencer a verdadeira batalha espiritual?
Conheça a Palavra de Deus;
Ore sem cessar;
Interceda por esse mundo caído e seus governantes;
Jejue para derrotar a sua carne;
Faça discípulos por toda a terra.

Com maturidade, discernimento, inteligência, fé, coerência e principalmente amor, caminhemos para o alvo que é Cristo Jesus
 
 

Comentários
1 Comentários

Outras publicações