Destaques

"...Enquanto ensinarmos que o mundo é um lugar a ser evitado, que as mazelas humanas são fruto da ausência de Deus, que Deus não ouve os pecadores, que só a igreja evangélica é que detém os "diretos autorais" da salvação, que ser forte e inabalável é sinônimo de fé e que ser pecador é ser inimigo de Deus então ainda não entendemos o plano da salvação e o evangelho de cristo rebaixado apenas á mais uma religião...."
"Sequencia de vídeos diários com a leitura do Novo Testamento"

sábado, 3 de julho de 2010

Sou afortunado



Sou afortunado.  Não tenho casa própria,  o número de parcelas do carro que ainda falta pagar é maior do que o que eu já paguei, não tenho uma conta corrente gorda e nem herança nenhuma, as vezes ainda chegam aquelas cartas com a mensagem “ainda não acusamos o pagamento deste mês” , não tenho um currículo invejável e ainda não tenho curso superior.
Mesmo você achando que a primeira palavra desse artigo deveria ser um “NÃO”, continuo afirmando: Sou afortunado!
Tenho 3 filhos lindos e saudáveis,  e uma esposa maravilhosa. Sou respeitado em meu trabalho. Tenho amigos que há anos estão comigo e me admiram. Tenho saúde e, acima de tudo,  tenho um coração grato por ganhar aquilo que eu nunca poderia pagar, um presente embrulhado num papel  escrito por todos os lados: “GRAÇA”.
Tenho aquilo que realmente importa e meu nome está escrito no único livro que interessa.
Ensino aos meus filhos a orar e agradecer mais, interceder mais e  pedir menos, muito menos. Sei que não é o que ensina nas igrejas de uma forma geral, mas lhes ensino a não reivindicar, mas rogar.

Não gosto desse tipo de música triunfalista e antropocêntrica  “Restitui eu quero de volta o que é meu ”,  esse está longe de ser o meu desejo. Em primeiro lugar Deus não deve nada pra ninguém pra ter o que restituir (Rm 11:35), em segundo lugar nós não temos nada nosso tudo nos é um presente do Deus  soberano, em terceiro lugar se eu tiver que ter de volta aquilo que é meu, aquilo que eu mereço, então troque o presente chamado graça por um lago de fogo. Sinto muito, mas,assim como você, transgredi a lei de Deus! (Rm 3:23)
Peco no atacado e me arrependo no varejo. Sou culpado em todas as instancias:
As vezes cobiço aquilo que não pode ser meu,  as vezes como mais que minha barriga aguenta, outras penso em coisas erradas, desejo vingança, maquinei o mal contra o examinador que me reprovou no DETRAN querendo propina,  as vezes troco a obra de Deus pelo conforto do meu lar,as raízes da mentira ainda querem aparecem  quando estou em situação constrangedora,  as vezes sou tão bom quanto um pitbull faminto, amaldiçoo o motorista que me fechou no trânsito, defendo a pena de morte e omissão de perdão para crimes hediondos, estou a anos-luz de amar meu próximo como a mim mesmo,  etc, etc, etc.
Sou falho, e muito. Mereço a condenação, isso é que deveria ser meu. E não quero restituição disso.  Sou afortunado porque alguém sofreu minha condenação e me deu em troca algo muito valioso que eu nunca vou poder pagar, nem entender.
Por isso oro dizendo: “Deus não me dê aquilo que é meu, mas aquilo que é Teu”. E invés de pedir restituição, devolução, chamar a existência ou determinar isso ou aquilo, prefiro orar: “Oh Deus, sê propicio a mim pecador!” (Lc 18:13)

Sou afortunado, pela graça. Sei que não mereço, mas possuo. Minha fortuna não é medida por coisas materiais mas por um futuro que me aguarda. O metal mais valioso dessa terra – ouro -  vai servir apenas de pavimento para eu pisar e os diamantes e esmeraldas não vão passar de adornos em paredes e maçanetas (Ap 21).  Nesse dia sim, conquistarei. Conquistarei o lago de cristal, a árvore da vida, a coroa de glória, vestes resplandecentes e incorruptíveis, não precisarei do sol Deus me iluminará, não precisarei de carro, pois voarei nas asas do vento. Não haverá choro, dor, sofrimento ou morte e o melhor de tudo Jesus estará conosco. Escrevo essas palavras com  lágrimas nos olhos  ao ter um pequeno vislumbre do que me aguarda, e oh! Como não sou merecedor disso!
Não alcanço por méritos próprios e sim por um dos 5 pilares do protestantismo que é minha assinatura em todos os meus artigos:
SOLA GRATIA
 
Comentários
0 Comentários

Outras publicações