Destaques

"...Enquanto ensinarmos que o mundo é um lugar a ser evitado, que as mazelas humanas são fruto da ausência de Deus, que Deus não ouve os pecadores, que só a igreja evangélica é que detém os "diretos autorais" da salvação, que ser forte e inabalável é sinônimo de fé e que ser pecador é ser inimigo de Deus então ainda não entendemos o plano da salvação e o evangelho de cristo rebaixado apenas á mais uma religião...."
"Sequencia de vídeos diários com a leitura do Novo Testamento"

domingo, 5 de junho de 2011

(,)Virgulas e (.) pontos

POR ALEX MARTINS
Tenho uma filha de sete anos que está aprendendo ler agora, ela ainda se confunde com "nha", "tr" e "ç"' além de ignorar completamente as  vírgulas e pontos do texto. Essa semana, voltando do trabalho, mal pus os pés dentro de casa e ela já veio me mostrar sua recente habilidade na leitura. Depois de ler alguns parágrafos eu disse: "Parabéns filha, você está cada dia melhor, mas só está esquecendo das vírgulas".

Não sou especialista na escrita por isso também omito ou adiciono vírgulas onde não deveria (vocês devem ter percebido isso).

A vírgula significa pausa, um breve silêncio e que muda todo o sentido do texto, veja:
A vírgula pode criar vilões:
Esse, juiz, é corrupto.
Esse juiz é corrupto.
 Ou pode ser a solução
 Vamos perder, nada foi resolvido.
Vamos perder nada, foi resolvido.

Uma pequena pausa muda todo o sentido do texto.

Mas o que isso tem a ver com o propósito desse site?

Sabe, em nossa vida, muitas vezes precisamos colocar pausas e as vezes pontos finais em algumas áreas. Nem tudo dura para sempre e precisamos aprender o momento certo para pausas e pontos.  As vezes colocamos pausa no estudo, onde ela não deveria estar, tiramos a pausa do descanso, colocamos outra numa amizade, alguns pontos finais em relacionamentos e uma grande interrogação em meio ao sofrimento: "Deus, porque eu?".

Pontuamos nossas vidas diariamente.

Mas há algumas coisas que querem arrancar todas nossas pausa e pontos:

A maldita teologia da prosperidade tenta arrancar de nós as pausas, dizendo que não podemos parar mesmo se tivermos doentes ou passando por um momento difícil. Ela diz que o crente não pode ficar doente nem passar por nenhum tipo de sofrimento. Ela também arranca de nós nossos pontos finais cultivando uma sanguessuga insaciável ansiosa por carro, casa, dinheiro e bens. Nunca se está satisfeito, você é, não a imagem de Cristo, mas, aquilo que você tem, por isso corra sempre atrás de mais dinheiro, seja cabeça e não cauda, seja patrão,  não aceite o opróbrio, não aceite a doença. diga palavras positivas, declare a benção, chame a existência, reivindique restituição, não pare, avance, conquiste,vença, tome posse, mais, e mais, e mais..... Isso é o cristianismo ensinado hoje em dia!

Uma outra coisa que é especialista em arrancar com violência nossas pausas é a igreja. Ela indiretamente te obriga a estar em todos os seus cultos e participar de todos seus trabalhos. Para aqueles que têm algum tipo de cargo é pior ainda, ela extrai suas pausas e te deixa escravo e ainda consegue te deixar com peso na consciência se precisar faltar algum dia. São reuniões sem fim,  planejamentos, eventos, consagrações, ensaios e mais ensaios. Não importa sua família, seu domingo, seu descanso, sua saúde. Você precisa cada vez mais estar comprometido e engajado com o "Reino de Deus".

Ontem fui à um show que terminou depois da meia noite e era muuuito longe de casa, duas pessoas que estavam comigo começaram a lamentar-se , uma delas disse: "Tenho que estar na igreja amanhã (domingo) as 7 da manhã". Eu disse: Tinha que estar né? Ela me respondeu como se estivesse prevendo o futuro: "Eu não queria ir. Mas se não for vão comer meu fígado amanhã". 

Fiquei pensando: "Quantos escravos em nome de Deus".  Lá as pessoas não fazem o que querem, mas o que os líderes querem.  Outro caso foi de uma conhecida que tinha uma vigília para ir e ao falar com a pastora ao telefone disse que queria ir mas não poderia porque tinha que tomar conta dos netinhos, ao desligar o telefone a sua filha lhe disse: Não mãe, pode ir, os filhos são meus e eu tomo conta deles. Ela replicou: "Sabe o que é filha, é que eu não quero ir, mas não posso dizer para pastora que eu não quero"

Ora, se alguém faz aquilo que não quer num lugar onde todo trabalho deveria ser voluntário, ela então é uma escrava do sistema religioso, com um fardo pesado nas costas e  algemas nas mãos e ainda cantando: "Eu sou livre!!"


Hipocrisia e falsidade são originadas num sistema que arranca nossas pausas.

Nem sei quantas vezes deixei de ir a festas da família, passear com meus filhos e dar mais atenção à minha esposa, por conta dos afazeres na igreja. Quase não desfrutei do crescimento do meu filho quando era menor. Hoje ele já está com 10 anos.

A bíblia diz que há tempo pra tudo, mas nós queremos que haja apenas tempo pra conquistar e se envolver com trabalhos religiosos que erroneamente chamam de Reino de Deus.

Ainda não fui à igreja nessa semana, talvez dirão que não separei tempo para Deus, que não me importo com seu reino, mas nessa semana já passei num albergue para levar alguns cobertores pra moradores de rua, e nisso não tinha nenhuma igreja envolvida fui sozinho, também passei num orfanato, deixei algumas doações e tentei marcar um horário para visitar as crianças e levar um pouco de alegria a elas.  Realmente não fui à igreja, mas tentei SER igreja.

Hoje aprendi a pausar algumas áreas da minha vida e percebi que há vida além dos limites culto, clero, domingo e templo.

Faça seus trabalhos na igreja, mas não seja escravo dela. Respeite suas pausas, identifique onde colocar pontos finais, com isso você economizará algumas exclamações e sofrerá menos com as interrogações.


Agora é hora da pausa pro cafe!

Até mais,



PS: Aprenda mais sobre o valor das pausas nesse vídeo

Comentários
0 Comentários

Outras publicações