Destaques

"...Enquanto ensinarmos que o mundo é um lugar a ser evitado, que as mazelas humanas são fruto da ausência de Deus, que Deus não ouve os pecadores, que só a igreja evangélica é que detém os "diretos autorais" da salvação, que ser forte e inabalável é sinônimo de fé e que ser pecador é ser inimigo de Deus então ainda não entendemos o plano da salvação e o evangelho de cristo rebaixado apenas á mais uma religião...."
"Sequencia de vídeos diários com a leitura do Novo Testamento"

domingo, 18 de dezembro de 2011

Protesto no Festival Promessas - Globo

VEJA OUTROS PROTESTOS CLICANDO AQUI
“Nenhum servo pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará ao outro, ou se dedicará a um e desprezará ao outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro”.
Lucas 16:13
Nesse último sábado, mais uma vez estivemos em um protesto, em busca de um Evangelho puro e simples. Desta vez, fomos ao Rio de Janeiro, no Aterro do Flamengo, na gravação do Show Gospel promovido pela Rede Globo, pela gravadora Som Livre e pela Prefeitura do Rio de Janeiro, intitulado Festival Promessas. Ali tivemos os principais cantores e cantoras “gospel”, contratados pela gravadora Som Livre.
Desloquei-me de São Paulo para o Rio com um certo pessimismo, pois o que pensar de um evento musical envolvendo Rede Globo e lideranças evangélicas? Sabendo que essas lideranças vinham principalmente do eixo pentecostal, seria possível imaginar, anos ou meses atrás, Silas Malafaia todo sorridente, saltitante por estar na Globo?
Pois é. Com essas expectativas, desembarquei no Rio, num dia bastante atípico, onde o clima mais me lembrava São Paulo com sua garoa. Encontrei-me com os irmãos que são uma extensão do nosso movimento no Rio. Fiquei bastante feliz em ver que o mesmo Espírito que agiu na criação do Movimento aqui em São Paulo, também agiu no coração de todos no Rio.
Fomos para o evento e logo descobrimos que nem todos os evangélicos cariocas concordavam com essa união Globo e evangélicos, pois ao chegar, acredito eu que os presentes não ultrapassavam 3 mil pessoas.
Estendemos nossas faixas como de costume, e ali ficamos de forma pacífica, para os que passassm por nós pudessem ter contato conosco. Foi uma experiência bastante interessante, pois rapidamente começamos a ser indagados, e o que era uma exposição das nossas faixas, se transformou em um agradável bate-papo, pois havia um clima de paz por parte daqueles que nos abordaram, bastante diferente das reações já experimentadas pelo grupo em São Paulo, BH e Santo André.
Aos poucos, o grupo foi aumentando, mas acredito que não ultrapassou dez ou quinze mil presentes. A parte mais difícil de estar ali era que nos intervalos de apresentação entre um artista e outro, um pastor dava uma palavra, e foi bastante difícil suportar as mensagens ali pregadas. Por isso, escolhi o versículo inicial, pois o que vimos no show Promessas foi a demonstração de que muitos líderes evangélicos estão do lado daqueles que melhor pagam e melhor podem saciar suas vaidades e desejos desse mundo.
A Palavra de Deus nos diz que não podemos servir a dois senhores, e principalmente não podemos servir a Deus e aos tesouros dessa terra. Por que a Globo, que já foi chamada até de anticristo, agora é vista e intitulada como a grande promessa de Deus para a Igreja brasilera?
Pasmem, eu ouvi isso de um pastor no intervalo dos shows. Difícil imaginar que alguns líderes enxergam esse evento como precursor de um grande avivamento.
É preciso destacar que o avivamento sem transformação social jamais poderá ser atribuído a Deus. O que um evento como esse está fazendo é tirar a música como elemento de adoração e culto a Deus, e transformar em elemento puramente monetário, pois a Som Livre não está investindo seus milhões em prol de ganhar “almas” para Jesus.
É lamentável ver muitos cantores e cantoras, com suas poses de artista, fazendo beicinho para a câmera. Era notório que muitos ali estavam realizando seus sonhos.
Para nós, o evento foi satisfatório, pois muitos tiveram a oportunidade de ouvir os nossos argumentos e propósitos. Temos por certo que espalhamos nossas sementes, as sementes do Evangelho puro e simples, que não se vende por dinheiro algum.
VOLTEMOS AO EVANGELHO PURO E SIMPLES,
O $HOW TEM QUE PARAR!
Paulo Siqueira
Artigo original em http://pedrasclamam.wordpress.com/2011/12/15/415/


Comentários
0 Comentários

Outras publicações