Destaques

"...Enquanto ensinarmos que o mundo é um lugar a ser evitado, que as mazelas humanas são fruto da ausência de Deus, que Deus não ouve os pecadores, que só a igreja evangélica é que detém os "diretos autorais" da salvação, que ser forte e inabalável é sinônimo de fé e que ser pecador é ser inimigo de Deus então ainda não entendemos o plano da salvação e o evangelho de cristo rebaixado apenas á mais uma religião...."
"Sequencia de vídeos diários com a leitura do Novo Testamento"

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Vocalista de banda cristã confessa seu ateísmo

Uma confissão bastante inusitada pode abreviar a carreira de sucesso de uma banda em relação aos seus fãs. Recentemente preso por tentar contratar um matador de aluguel (um policial disfarçado) para matar a própria esposa, a sra. Meggan Murphy Lambesis, o vocalista da banda As I Lay Dying, Tim Lambesis deu declarações bastante polêmicas para o jornal “Alternative Press“.
Óbvio que o envolvimento em uma possível tentativa de assassinato não pode ser menos do que é, chocante, mas chega a ser impressionante a frieza e naturalidade com que Lambesis conta detalhes do seu relacionamento como também porque aderiu ao ateísmo mesmo mantendo a capa de banda “gospel” do As I Lay Dying, decepcionando milhares de fãs.
Segundo o vocalista, se ele dissesse que não acreditava mais em Deus “haveria uma diminuição de vendas de disco da banda“. “Nós pensamos na possibilidade de continuar vendendo para cristãos“, disse o vocalista.
Tivemos essa ideia ‘nobre’ de pensar: ‘bem, não estamos passando ideias ruins, estamos apenas cantando coisas sobre a vida real. Essas crianças precisam ouvir sobre isso porque vivem em uma bolha”, completa Lambesis.
timlambesis
Tim Lambesis sendo entrevistado para o Alternative Press
E continua:
Eu não fui o primeiro cara do As I Lay Dying que deixou de ser cristão. Na verdade, eu acho, que fui o terceiro. Os dois que permaneceram pararam de falar sobre isso, então eu tenho certeza que eles caíram também
E se você pensa que o vocalista se contentou em estar preso após o crime e confessar sua primazia mercadológica, ele ainda aproveita para dar espetada em várias outras bandas de assumida atitude/música cristã:
Em 12 anos de bandas conhecemos muitos grupos, posso afirmar que a maioria das bandas cristãs não são formadas por cristãos. Eu diria que talvez uma em cada dez bandas realmente são cristãs”.
No último dia 16 de maio, Tim Lambesis foi condenado a 6 anos de prisão, em sentença proferida pelo juiz Carlos Armour do Tribunal Superior de San Diego, na presença dos integrantes da banda, familiares de Megan e da própria ex-futura vítima.
Comentários
0 Comentários

Outras publicações