Destaque

"...Então ela se ajoelhou no chão e fez a oração mais linda e sincera que já ouvi. Sem púlpito, sem escândalo, sem óleo da unção, sem liturgia, sem toga, sem ritual... Uma oração perfeita porque saiu da boca de uma criança. Sem segundas intenções, sem grandes pretensões, sem declarar nada, sem chamar a existência a cura, sem "pisar" no inimigo, sem nenhuma dessas arrogâncias existenciais. Apenas rogando a Deus sabendo que Ele sabe o que faz e dEle vem todas as coisas. Sem exigências, apenas súplica...."
[Continue lendo aqui...]

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Convite à Doce Revolução

Por Caio Fábio
Artigo 1 - Fica decretado que agora não há mais nenhuma condenação para quem está em Jesus, pois o Espírito da Vida em Cristo livra o homem de toda culpa para sempre.
Artigo 2 - Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive os sábados e domingos, carregam consigo o amanhecer do Dia Chamado Hoje, por isso qualquer homem terá sempre mais valor que as obrigações de qualquer religião.

Artigo 3 - Fica decretado que a partir deste momento haverá videiras, e que seus vinhos podem ser bebidos; olivais, e que com seus azeites todos podem ser ungidos; mangueiras e mangas de todos os tipos, e que com elas todo homem pode se lambuzar.

Parágrafo do Momento:
Todas as flores serão de esperança, pois todas as cores, inclusive o preto, serão cores de esperança ante o olhar de quem souber apreciar. Nenhuma cor simbolizará mais o bem ou o mal, mas apenas seu próprio tom, pois o que daí passar estará sempre no olhar de quem vê.
Artigo 4 - Fica decretado que o homem não mais julgará o homem, e que cada um respeitará seu próximo como o Rio Negro respeita suas diferenças com o Solimões, visto que com ele se encontra para correrem juntos o mesmo curso até o encontro com o Mar.

Parágrafo que nada pára:
O homem dará liberdade ao homem assim como a águia dá liberdade ao seu filhote para voar.
Artigo 5 - Fica decretado que os homens estão livres, e que nunca mais nenhum homem será diferente de outro homem por causa de qualquer Causa. Todas as mordaças serão transformadas em ataduras para que sejam curadas as feridas provocadas pela tirania do silêncio. A alegria do homem será o prazer de ser quem é para Aquele que o fez, e para todo aquele a quem encontre em seu caminhar.

Artigo 6 - Fica ordenado, por mais tempo que o tempo possa medir, que todos os povos da Terra serão um só povo, e que todos trarão as oferendas da Gratidão para a Praça da Nova Jerusalém.

Artigo 7 – Pelas virtudes da Cruz fica estabelecido que mesmo o mais injusto dos homens que se arrependa de seus maus caminhos terá acesso à Arvore da Vida, por suas folhas será curado, e dela se alimentará por toda a eternidade.

Artigo 8 – Está decretado que pela força da Ressurreição nunca mais nenhum homem apresentará a Deus a culpa de outro homem, rogando com ódio as bênçãos da maldição. Pois todo escrito de dívidas que havia contra o homem foi rasgado, e assustados para sempre ficaram os acusadores da maldade.

Parágrafo único:
Cada um aprenderá a cuidar em paz de seu próprio coração.
Artigo 9 – Fica permanentemente esclarecido, com a Luz do Sol da Justiça, que somente Deus sabe o que se passa na alma de um homem. Portanto, cada consciência saiba de si mesma diante de Deus, pois para sempre todas as coisas são lícitas, e a sabedoria será sempre saber o que convém.
Artigo 10 – Fica avisado ao mundo que os únicos trajes que vestem bem o homem diante de Deus não são feitos com pano, mas com Sangue; e que os que se vestem com as Roupas do Sangue estão cobertos mesmo quando andam nus.

Parágrafo certo:
A única nudez que será castigada será a da presunção daquele que se pensa por si mesmo vestido.
Artigo 11 - Fica para sempre discernido como verdade que nada é belo sem amor, e que o olhar de quem não ama jamais enxergará qualquer beleza em nenhum lugar, nem mesmo no Paraíso ou no fundo do Mar.
Artigo 12 – Está permanentemente decretado o convívio entre todos os seres; por isso, nada é feio, nem mesmo fazer amizades com gorilas ou chamar de "minha amiga" a sucuri dos igapós. Até a "comigo-ninguém-pode" está liberta para ser somente a bela planta que é.
Parágrafo da vida:
Uma única coisa está para sempre proibida: tentar ser quem não se é.
Artigo 13 - Fica ordenado que nunca mais se oferecerá nenhuma Graça em troca de nada, e que o dinheiro perderá qualquer importância nos cultos do homem. Os gazofilácios se transformarão em baús de boas recordações, e todo dinheiro em circulação será passado com tanta leveza e bondade que a mão esquerda não ficará sabendo o que a direita fez com ele.

Artigo 14 – Fica estabelecido que todo aquele que mentir em nome de Deus vomitará suas próprias mentiras e delas se alimentará como o camelo, até que decida apenas glorificar a Deus com a verdade do coração.

Artigo 15 – Nunca mais ninguém usará a frase "Deus pensa que...", pois, de uma vez e para sempre, está estabelecido que o homem não sabe o que Deus pensa.

Artigo 16 - Estabelecido está que a Palavra de Deus não pode ser nem comprada e nem vendida, pois cada um aprenderá que a Palavra é livre como o Vento e poderosa como o Mar.

Artigo 17 – Permite-se para sempre que onde quer que dois ou três invoquem o Nome em harmonia, nesse lugar nasça uma Catedral, mesmo que esteja coberta pelas folhas de um bananal.

Artigo 18 - Fica proibido o uso do Nome de Jesus por qualquer homem que o faça para exercer poder sobre seu próximo, e estabelecido que melhor que a insinceridade é o silêncio. Daqui para frente, nenhum homem dirá "O Senhor me falou para dizer isto a ti", pois Deus mesmo falará à consciência de cada um. Todos os homens e mulheres que crêem serão iguais, e ninguém jamais demandará do próximo submissão, mas apenas reconhecerá o seu direito de livremente ser e amar.
Artigo 19 – Fica permitido o delírio dos profetas, e todas as utopias estão agora instituídas como a mais pura realidade.

Artigo 20 - Amém!
Caio e tantos quantos creiam que uma revolução não precisa ser sem poesia.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Neuza Itioka e sua ficha


POR ALEX MARTINS"Preencha com toda sinceridade e não esconda nada, para sua libertação ser completa "Essa é a condição pra se liberto, segundo a Neuza Itioka. Preencher um questionário confuso e extenso com dezenas de perguntas sobre religiões que participou, seitas, se comeu algum alimento de Cosme e Damião, sentimentos, maldições, dons sobrenaturais, uma infinidade nomes de demônios para escolher, etc, etc..Se quiser ser liberto você precisa preencher esse monte baboseira. O que me deixa preocupado é que o poder de Jesus não vale mais nada pra essas pessoas envolvidas nesses misticismo que, equivocadamente, chamam de evangelho. Jesus precisa de complementos, módulos extras, adicionas para completar aquilo que Ele "não pode".Me envergonho de ser chamado de cristão quando vejo gente fazendo esse tipo de coisa. Deixo aqui um recado para as pessoas que sei que visitam o meu blog e são católicos, espíritas e ateus:Isso não é o evangelho de Cristo e conseqüentemente não pode ser chamado de cristianismo. Isso é invencionisse de gente maluca e/ou mal intencionada. Fazem do sincretismo religioso um atrativo para que mais gente com ideologias diferentes participem e comprem seu material de "libertação".  Nesse mundo tão sedento por Deus, mas que busca matar a sede em lugares errados,  comprando objetos, patuás, participando de sessões de descarrego, cura interior e libertação como essa,  Jesus deixa as coordenadas para a verdadeira libertação:  "Se o Filho vos libertar verdadeiramente sereis livres" João 8:32
Saiba que para que Jesus entre na sua vida e te liberte de qualquer mal, você não precisa preencher ficha nenhuma, pagar sequer um centavo e nem participar várias sessões de nada. Jesus é suficientemente poderoso para te livrar no mesmo instante que entrar em seu coração. É só chamar por Ele!Veja a ficha completa:

Ficha Neuza Itioka



VOLTEMOS AO EVANGELHO. O SHOW TEM QUE PARAR

Para mais informações sobre o assunto:




Batalha espiritual ou Feitiçaria gospel?

Um tema sempre em voga no meio evangélico é a famigerada "Batalha Espiritual", talvez isso seja devido às profundas raízes ocultistas desde as origens da ocupação de nossa terra - tem gente que chama isso de cultura. As religiões africanas inundaram a religiosidade dos brasileiros com muitas práticas que foram abraçadas pelas religiões cristãs, criando esse paradoxo. Praticamente todos evangélicos conhecem o termo, e se não são "estudiosos" do assunto, fatalmente conhecem algum "entendido" em "Batalha Espiritual".

A base teológica é altamente frágil, como a maioria das baboseiras feitas em nome desse assunto. O texto preferido dos "soldados" é Efésios 6:12 "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.". Não querendo entrar nos meandros da exegese bíblica, mas explicando simplificadamente, a leitura isolada desse texto, tirando-o do contexto da carta de Paulo aos Efésios, e do próprio contexto bíblico é o que tem acarretado tantas besteiras dos "guerreiros espirituais".

Algumas práticas absurdas e anti-bíblicas sobre Batalha Espiritual:

1) Brechas (pecados ocultos) que dão "legalidade" para que o diabo aja na vida de um crente.
Considerando que todos ainda pecam, mesmo após a conversão e o batismo com o Espírito Santo, afirmar isso é dizer que todos os crentes ainda estão debaixo de maldição e sob o domínio de Lúcifer. Ignoram completamente que temos um Advogado perante o Pai, que nos justifica quando pecamos. Ignoram que quando fazemos parte da família de Deus, estamos EM CRISTO, e o maligno não nos toca. Alguns afirmam que pecados ocultos e não confessados, ou ainda certos tipos de pecados é que abrem tais brechas para o inimigo. De fato, um cristão verdadeiramente salvo, não viverá sua vida desleixadamente, ignorando seus pecados e achando que engana Deus, pois se alguém está nesse estado ele não possui brechas, mas simplesmente já apostatou da fé e encontra-se sob o domínio do pecado e consequentemente do príncipe deste século. A bíblia em nenhum momento afirma que um cristão, salvo, convertido, que ainda permanece em Cristo fica debaixo de qualquer maldição ou que dá legalidade para quem quer que seja lhe tocar.

2) Conhecimento de demônios, nomes e regiões de atuação.
Ao estudar o Evangelho, em nenhum momento Jesus ou os apóstolos estão preocupados em nominar demônios, ou conhecer suas áreas de atuação, acredito que apenas quando Jesus fala da Legião de demônios que possuía um jovem é dado algum detalhe, fora disso nenhuma outra instrução além de "Essa casta de demônios só sai com Jejum e oração". Quer uma estratégia para combater possessões demoníacas? Jejue e ore. Quisera eu fosse tão simples acabar com o mal do mundo, expulsando demônios regionais, mas não é assim.

3) Atos proféticos.
Esses tais atos proféticos estão mais para simpatias do que para algo bíblico. Outro dia eu vi uma cantora gospel, bem conhecida, dizendo que Deus a instruiu a comprar botas de couro de cobra, para ela pisar a serpente. Já ouvi as histórias de gente urinando nas cidades para demarcar território como um leão faz, aluguel de helicóptero para ungir a cidade. São tantos e tantos absurdos, que nada tem a ver com a Bíblia e que Jesus nunca fez e nunca faria, porque isso é praticamente feitiçaria e não Evangelho e Poder de Deus.

4) Deus me disse...
A maioria das barbáries cometidas por pessoas que seguem essas práticas é justificada como uma instrução do próprio Deus, seja através da interpretação forçosa de algum texto bíblico, ou de alguma profetada, mas às vezes soa mais como uma alucinação, até mesmo embriaguez e quem sabe talvez uma viagem muito doida desse pessoal. Certamente quem "ouve" muito Deus falar são os psicopatas que invadem escolas e atiram em todo mundo, ou os fanáticos religiosos que amarram bombas ao próprio corpo.

5) Cultos de Libertação.
As igrejas, hoje em dia, tem semanalmente cultos chamados de "Culto de Libertação", primeiro é que me sinto desconfortável em ter cultos focados em outras coisas que não sejam a Palavra em si, mas enfim, o que acontece nesses cultos? Os crentes procuram se libertar de demônios, pecados e maldições que supostamente estão "emperrando" sua vida espiritual e/ou física (geralmente financeira). Engraçado ver que "crentes" batizados e supostamente convertidos buscam esse tipo de culto semana após semana. Será que uma pessoa de Deus precisaria continuamente se libertar dessas coisas? Não cremos nós que quando nos convertemos somos justificados, purificados, santificados e perdoados? Não acreditamos que já recebemos o Espírito Santo sobre nós? Como poderíamos continuar nos libertando do passado? O que falta é conhecimento da Palavra de Deus. A chamada "Cura Interior" tem esse mesmo princípio.

6) Profetize para a pessoa que está do seu lado.
É uma mania terrível de profetize isso, profetize aquilo durante os cultos evangélicos. Meus irmãos, acaso somos todos profetas? Acaso uma profecia vinda do Trono de Deus não se cumpre? A própria Palavra diz que o Senhor deu alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, outros para pastores e mestres. Terrível coisa é banalizar as Palavras do Altíssimo. Não podemos agir como meninos, mas saber discernir e falar com coerência e correção.

Algumas frases usadas nesses "cultos":
1. Espírito Santo, és bem vindo! (ou passeia em nosso meio, ou qualquer outra coisa assim)
2. Quando você peca você dá brecha pro diabo agir na sua vida!
3. Essa noite você vai sair daqui diferente do que entrou.
4. Deus vai te fazer prosperar.
5. Diga (preencha aqui) para seu irmão do lado.
6. Respeito! Estamos na casa de Deus.
7. Se você obedecer a Deus, Ele vai te abençoar!
8. SINTA a presença de Deus aqui neste lugar.
9. Crente não pode ficar triste, irmão.
10. Deus me revelou que (preencha aqui).
11. Estou sentindo a presença de Deus (só sente isso no culto na hora do louvor).
12. Eu conheço Batalha Espiritual.
13. Fulano trabalha com Batalha Espiritual.
14. Estou vendo um demônio do lado de fulano.
15. Estou vendo um anjo do lado de fulano.
16. Estou vendo anjos/demônios aqui.
17. Jejuei pra alcançar essa benção.
18. Firmei um propósito com Deus...
19. Fiz uma aliança com Deus...
20. Profetize para a pessoa que está do seu lado...

A verdade que liberta!
"E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará." João 8:32
Queridos brothers da fé, recebemos de uma vez por todas a salvação em Cristo Jesus, a Verdade encarnada, o Verbo de Deus e somos habitação do Espírito Santo de Deus. Como poderíamos nós viver nessa insegurança com relação as coisas espirituais? A Verdade já nos libertou! Infelizmente tem gente aprisionada dentro desses conceitos satânicos, que levam as pessoas a dependência dos reis espirituais, doutores em batalha espiritual, profetas da última hora. Não nos enganemos, existe muito joio no meio do trigo e precisamos nos desvencilhar desses conceitos errados para que possamos desfrutar da boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

Como vencer a verdadeira batalha espiritual?
Conheça a Palavra de Deus;
Ore sem cessar;
Interceda por esse mundo caído e seus governantes;
Jejue para derrotar a sua carne;
Faça discípulos por toda a terra.

Com maturidade, discernimento, inteligência, fé, coerência e principalmente amor, caminhemos para o alvo que é Cristo Jesus
 
 

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Um dia no Ágape da Ap. Neuza Itioka


Ontem foi o primeiro dos três dias de seminário de batalha espiritual no Ministério Ágape, da Ap. Neuza Itioka. Como cremos na simplicidade e pureza do Evangelho, onde não é preciso citar nominalmente cada demônio, encher a pessoa de óleo, não cruzar braços e pernas e muito menos confessar todos os pecados seus e dos seus antepassados para que os cristãos sejam libertos, fomos estender nossas faixas em frente ao ministério, na esperança de que o Espírito Santo complete a obra de esclarecimento e libertação daquelas vidas, tanto de pastores quanto das ovelhas que buscam o local.
Por volta de 18:45h estendemos a primeira faixa (do outro lado da rua, claro): “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Jo 8.36″. Acreditem se quiser: a simples menção desse versículo fez com que os pastores e intercessores ficassem saíssem a porta, demonstrando preocupação e nervosismo. Um de nós colocou-se ao lado do ministério, em frente a um comércio, com a intenção de distribuir panfletos aos que chegassem. Dois seguranças, um deles à paisana postou-se à nossa frente, com olhar intimidador e frases e risadas:
- Essa turma vai apanhar muito! Rá rá rá. Eles vão levar um pau!
- Você tá participando dessa palhaçada? (para o dono do comércio, por ele ter permitido nossa presença)
- Agora vai começar o show! (quando começamos a filmar)
Além dos seguranças, alguns pastores ficavam de um lado para o outro, com ar nervoso. Falavam ao telefone, chegavam perto de nós, voltavam, nos encaravam. De repente, uma pastora ou intercessora, sei lá, jogou óleo em nossa direção. Não nos acertou, mas sua intenção talvez fosse nos “espantar” pelo poder do óleo. Aliás, todos que chegavam tinham que ser ungidos na testa e nos ouvidos antes de entrarem no recinto. A explicação para esse ritual é de que, ungindo essas áreas, o fiel teria sua mente “liberta” para receber os ensinos deles, e os ouvidos “destampados” para ouvi-los. Mas aí fica uma dúvida: então não seria correto que todas as igrejas adotassem essa prática, para que os crentes absorvessem melhor as pregações? E em qual passagem bíblica Jesus, ou os apóstolos, ungem partes do corpo com esse intuito, de libertar de demônios?
Por volta de 19:15h chegou mais um pessoal do nosso grupo, e só então estendemos a faixa do “voltemos ao Evangelho puro e simples, o $how tem que parar”. Aos poucos ia aumentando o fluxo de fiéis, e os panfletos passaram a ser mais distribuídos. Um dos pastores falou “chama a polícia”, e coincidência ou não, um tempo depois uma viatura passou lentamente por nós, mas nem parou, só leu as faixas. Isso ocorreu duas vezes. Então começamos a filmar, mas com muita cautela, pois tudo indicava que, pela demonstração de truculência dos seguranças aliada ao expresso nervosismo dos pastores, tínhamos medo de que tomassem nossa câmera, ou fizessem coisa pior. Por isso, pouca coisa foi filmada, mas será disponibilizada em breve, tão logo o Pablo conclua a edição do material.
Se o pessoal do Ágape ficou claramente incomodado com nosso protesto silencioso, a vizinhança demonstrou grande apoio. O comerciante ao lado nos permitiu estarmos lá, sendo inclusive muito gentil (e olha que estávamos lá panfletando, e são poucos os que gostam que panfletem em frente ao seu estabelecimento). Outros vizinhos perguntavam do que se tratava e elogiavam o movimento. Um rapaz com flores ficou indignado quando soube da repressão que estávamos sofrendo: “se tivesse uns cinco bebendo cerveja, fazendo algazarra, ninguém faria nada. Como vocês estão falando da Bíblia, o pessoal fica com raiva”.
Umas 19:30h resolvemos mudar a pessoa que panfletava para o outro lado, em frente a uma residência. Aparentemente, a maioria dos fiéis estava vindo daquela direção. Foi quando foi possível observar com mais nitidez o que ocorria na entrada do Ágape: a pessoa portando o panfleto era levada a entregá-lo nas mãos daquela pastora/intercessora que passava óleo nas pessoas. Assim, provavelmente ninguém teve acesso aos panfletos, que foram devidamente censurados pelo pessoal do Ágape, e devem hoje ter sido o combustível da fogueira santa deles.
Enfim, mesmo sabendo que os panfletos estavam sendo recolhidos, continuamos entregando. Sinceramente, demos graças a Deus, pois mais esse ato demonstrou o caráter reacionário, autoritário, absolutista desse ministério, que se diz de “libertação”. Na verdade, o que fazem é o aprisionamento ao sistema religioso deles.
O site Discernimento Bíblico aponta, num artigo, as características de uma seita. Eu os incentivo a lê-lo integralmente, mas aqui destaco uma das características:
“Pode levar tempo para eles ganharem poder sobre o novo convertido, mas consequentemente acontecerá. Controle é entendido por subjugar e pode cobrir a maioria dos aspectos das vidas dos seguidores: códigos de vestuário, atividades, finanças, tempo, posses e relações. Eles podem ditar ao membro o que ver, o que fazer, qual é a coisa certa para dizer e como dizer. Podem ser experimentados vários graus de controle, de manipulação sutil até a ordenação descarada. Eles esperam obediência rígida dos membros sobre o tempo e atividades – envolvendo seus seguidores fisica e emocionalmente, drenando atividades e deixando pouco tempo para privacidade e reflexão, ou para questionar a sua autoridade. Esperando o momento para mostrar isso quando todos estão juntos, e tudo normalmente é feito em grupos.
O método de controle que é usado normalmente é o MEDO de desagradar a Deus, o líder ou ambos. Medo de rejeição, castigo, perda da salvação, perder o arrebatamento, indo para o inferno. Culpa, temor e intimidação são armas que mantém a lealdade e devoção ao grupo.
Intimidação e acusação são freqüentemente usadas. Por exemplo, qualquer questionamento a autoridade é tratado como rebelião, e não como confiança. Eles suprimem perguntas e as conformam ao comportamento do grupo. Eles desencorajam pensamento crítico ou racional e perguntas que eles responderão com comentários do tipo, “Satanás é a causa de toda a dúvida; ele está escondendo de você a verdade”, ou levará tempo para entender as profundezas de Deus. Pensamento crítico é desencorajado sendo chamado de orgulhoso ou pecador ou rebelde. Nenhum pensamento independente é encorajado.”
Tristemente, essa dominação cega é uma das armas dos ministérios de libertação e cura interior, inclusive do Ágape. Contraditoriamente, Jesus pregava a liberdade, e Paulo nos admoestava a sermos críticos dos ensinos religiosos (ser como os de Beréia). Para a Ap. Neuza Itioka e seus liderados, olhar para seus ensinos com olhar bereano é ser do diabo, e deve ser rechaçado a todo o custo. Vozes bereanas, para esse e outros ministérios, precisam ser caladas a todo o custo, senão vai que as ovelhas passam a ter senso crítico também, e passam a buscar as verdades nas Escrituras, ao invés de confiar cegamente em seu “mentor espiritual”?
Enfim, por volta de 20:20h guardamos nossas faixas. Lá dentro, uma cantoria em volume altíssimo, acho que para libertar todos os quarteirões à volta. Só Deus para libertar de verdade aquela gente.
Em tudo isso, o que me deixou mais feliz é que fomos impedidos de fazer qualquer coisa. Os panfletos, que seriam nossa “arma” por citar alguns desvios doutrinários do Ágape, ao que parece não será lido por ninguém. Assim, se dos que foram ali buscar libertação conseguirem se desvencilhar das grossas amarras do misticismo e superstição gospel, o serão por total ação do Espírito Santo. A Deus, toda a honra e toda a glória para sempre.
Infelizmente, o Show está muito longe de parar. Mas somos persistentes, continuaremos nessa luta por amor a Cristo, mesmo que para isso sejamos ultrajados pelos homens.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Pastor é assassinado por som alto na igreja

Denúncias contra Igrejas evangélicas devido ao volume do som e exaltações durante o culto são frequentes em todo o Brasil. Até mesmo uma campanha com título 'Deus não é Surdo' foi promovida por diversas capitais. No Rio de Janeiro a vítima foi o pastor Heguinaldo da Silva Viana, de 44 anos. Ele foi assassinado, no dia 20, a tiros na porta da igreja evangélica que fica na Rua Teixeira Campos, em Santíssimo, na Zona Oeste do Rio. Segundo a Polícia Militar foram dois tiros que acertaram o religioso. O suspeito, do crime, é um vizinho da igreja que por muitas vezes reclamou do som alto dos cultos.


    Testemunhas contaram que, na véspera do Natal, o suspeito ameaçou o pastor de morte, caso o som alto dos cultos continuasse. Neste domingo, após o culto, o suspeito teria discutido com o pastor mais uma vez e disparado dois tiros e fugido em seguida. Ocaso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade. O suspeito já foi capturado.

    Outro caso, este já sem tanta violência, aconteceu em Serra Branca (PB). No último dia 19, o pastor Raimundo da Silva, foi denunciado e autuado por extrapolar no volume. Segundo o delegado Paulo Ênio, pastor estava provocando incômodo aos vizinhos, por causa da utilização de um som alto.  “Fomos acionados na Delegacia de Polícia por duas vizinhas dizendo que não estavam aguentando mais, pois o som do culto evangélico estava insuportável. As testemunhas disseram que todos os dias é a mesma coisa, começa às 19h e vai até às 21h30m. A Igreja não possui isolamento acústico e realmente incomoda as pessoas que residem nas proximidades", acrescentou a autoridade policial.

     Todo local sem isolamento acústico eficiente, se denunciado, pode ter de pagar multa ou até mesmo ser fechado. A pena é ser estipulada segundo a gravidade do fato. O volume de decibéis permitido pela lei é de 45 a 80.   Vi no Creio






Meus comentários:  O pior é que o povo vai dizer que isso é perseguição contra a igreja, ou que é o diabo que está se levantando, vão fazer uma campanha contra as "investidas do inimigo" que vai acabar indo até tarde da noite expulsando aos gritos o demônio mouco. Conheço igrejas onde o povo fica das 20h as 23h gritando, uivando, produzindo sons estranhos, até os vizinhos que são cristãos já estão incomodados com o "mover" que se passa ali. 


Queridos, vamos ter bom senso e ser sociáveis , os vizinhos não querem ser interrompidos no meio da novela das 8 por gritos e glórias, assim como nós não queremos ser interrompidos em casa por um carro com música funk em alto volume com uma mulher gemendo... Somos iguais na sociedade e todos temos os mesmo direitos e deveres. Há quem goste de funk e  rock, e há quem goste de Noemi Nonato e Canarinhos de Cristo, vamos pensar no próximo. 
Deus não se move em meio a histeria e desordem e como já disse a campanha 'Deus não é Surdo'.


Voltemos ao evangelho!





quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Um Problema maior que a Morte - Joshua Harris




terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Cristãos podem jogar baralho?

Por Ítalo Guimarães

Tenho costume de acompanhar rodas de jogos de cartas quando estamos em meio a cristãos jogos do tipo Uno, Monopoly, etc.
O mais impressionante é que observando a mesa onde está acontecendo o jogo há uma grande gritaria e confusão, porém saudável e chamativa, impossível ficar sem rir durante a brincadeira.
O que me chama a atenção é que a maioria desses jogos tiveram o estilo de jogo adaptado de jogos tradicionais de baralho. Uno por exemplo é uma típica adaptação do Mau-Mau popular jogo de baralho, outro muito popular também é o Azuma que é praticamente idêntico ao jogo Porco , que se joga no baralho.

O problema todo gira em torno da historia do baralho, por ser um objeto muito antigo e "místico", as pessoas acabam considerando-o amaldiçoado.
Uma das inúmeras historias do baralho, conta sobre um Rei que resolveu blasfemar contra Jesus, outros já não usam o baralho pela ligação que ele tem com as seitas ocultas (ciganos, misticismo, adivinhação..etc) 
Mas imagina se fomos aplicar o mesmo principio a outras coisas?
Breves exemplos:

1- Bill Gates e Steve Jobs ambos são ateus, não fazem nada para Deus, por tanto não vou usar mais computador. (Ridículo esse raciocínio não é mesmo?)

2- Colar de miçangas ou sementes é comum em religiões afro-brasileiras chamado de Patuá, uma espécie de identificação ou amuleto para determinado deus que a pessoa possui. É errado usar colar de semente? Claro que não!

3- Conchas e pedrinhas são usadas nas adivinhações dos búzios, tarô etc. Diga-me agora que você vai parar de coletar conchinhas na praia por causa disso? Acho que também não.


Bom, a questão aqui se trata mais de algo que em teologia chamamos de Liberdade Cristã.

Quando a bíblia não condena algo explicitamente devemos aplicar esse princípio. Porque com toda certeza existe algo nas escrituras que nos guiará ao caminho correto.

Creio que diante disso temos como principal regra I Coríntios 10, onde tudo é licito mas nem tudo convém.
Toda liberdade vem em forma de discernimento dado pelo Espírito Santo de Deus, o cristão deverá primeiramente observar sua consciência antes de alguns atos que a bíblia não proíbe explicitamente ou implicitamente. Nós não estamos sozinhos em nossas dúvidas, antes podemos sempre perguntar ao santo espírito o que fazer nesses momentos.

Aplicando isso aos jogos (todos os tipos de baralho a tabuleiros), vamos fazer algumas perguntas:

-Isso me leva a algum vício? 
Eu consigo deixar de jogar depois de um certo tempo.

-Isso ocasionalmente pode me levar algum tipo de fraqueza da minha parte? 
Por exemplo, ganância, apostas, ou se você é muito competitivo podendo causar algum tipo de confusão.

-Depois de uma tarde de jogos consigo numa boa pregar a palavra de Deus na igreja, me sinto tranquilho com relação a essa atividade? 
Se não é errado é perfeitamente aceitável que você não se sinta mal.

-Realmente eu sinto que isso é certo?
Seu coração está em paz.

-Posso levar essa atitude como louvor ao senhor? 

-Estou escandalizando alguém ?


A questão é que devemos nos orientar biblicamente sobre varias questões, a bíblia nunca é silenciosa, em qualquer área de nossas vidas podemos encontrar respostas em suas paginas, mesmo que situações simples como essa.

Que possamos aplicar a liberdade que Deus nos dá não para vivermos como libertinos mas para usufruir da grande paz que Cristo comprou por nós e para nós na cruz. 



O Teorlogico publicou, o Alex gostou, copiou e colou.

Silas Malafaia na Globo

O pr. Silas Malafaia organizou evento na Penha no RJ, além do famoso show gospel promoveu algo útil pra comunidade como assistência jurídica, na área da saúde, entre outros. Apesar de criticar o Silas as vezes, não sou inimigo dele e fica aqui os parabéns pela iniciativa. Só não vale vender bíblias de R$ 900,00 lá pra "bancar" o evento.




vi no Creio

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Se Deus é bom e poderoso, como coisas ruins acontecem?

Mensagem de Voddie Baucham: Se Deus é bom e poderoso, como coisas ruins acontecem?

Todos algum dia já fizemos esse tipo de pergunta.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

COBRAR PARA PREGAR É PECADO?

POR MAURÍCIO BRITO

 O que você acha dos PASTORES PREGADORES que cobram altos CACHÊS para pregar o evangelho de Cristo? Aliás, exijem com ANTECEDÊNCIA que o pagamento seja feito em forma de deposito em suas contas bancária, para depois irem pregar.

      1. PREGAÇÃO EVANGÉLICA VIROU UM COMERCIO LUCRATIVO.
     Lamentavelmente muitas pessoas irresponsavelmente estão deixando as suas profissões e tornando PREGADORES GOSPEL, visando única e exclusivamente o LUCRO FINANCEIRO, são pregadores, mas nunca foram convertidos a Cristo; na mente cauterizada dos depravados, a pregação do Evangelho de Cristo é uma fonte de LUCRO FÁCIL; e por isso descaradamente COBRAM altos valores para pregar. Esses supostos pregadores são os negociantes do Evangelho como diz Pedro.
2Pe.2.3 e, por avareza, farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
2Pe.2.4  Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas,  havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o Juízo;

      2. MUITAS IGREJAS FICARAM REFENS DOS PREGADORES GOSPEL.
     Não são todas, mas, muitas igrejas atualmente ficaram reféns dos pregadores que COBRAM para pregar; eles viraram uma espécie de estrela “ídolo” com fã clube e tudo mais; e o Pr., da igreja diz: “Se não convidar o pregador de FAMA os irmãos não irão a igreja”; é simplesmente lamentável identificar postura como essa de alguns líderes da igreja; na verdade esse líder já perdeu a liderança a muito tempo; e por falta de comando na condução do rebanho contrata homem corrupto com o titulo de PREGADOR e com o dinheiro dos fieis pagam os altos cachês que os mesmos exigem. Você irmão que contribui financeiramente em sua igreja local, concorda com isso?

       3. A NEGOCIAÇÃO PARA PREGAR O EVANGELHO
      A negociação para pregar o evangelho é feita mais ou menos assim, o pastor liga e diz quanto você COBRA para pregar na minha igreja? Em outros casos o pastor liga e do outro lado da linha uma voz intimidatória de um suposto homem de Deus, o pastor lança o convite; e recebe como resposta “Irei pregar por tanto” oh amado dinheiro adiantado se não nada feito! O pastor responde perguntando  quanto pagarei? O pregador responde dizendo olha amado o senhor sabe que para sustentar um “HOMEM DE DEUS” não é tão barato, portanto, eu cobro (5.000,00) por mensagem; e olha o senhor fecha logo o contrato porque a minha AGENDA é cheia se o senhor não quiser tem muitas outras igrejas que querem; aliás, eu não tenho nem muito interesse em ir ai, mas, como é para o senhor ou vou neste preço; o pastor da uma pensada em trinta segundos e responde NEGÓCIO fechado.

      4. VALORES COBRADOS PELOS PREGADORES GOSPEL.
     Pregação gospel e aquela pregação que fala em Deus, mas Deus está muito longe do pregador; são pregadores corrompidos, adúlteros, pornográficos; avarento e que não tem nenhum compromisso com a igreja. Antes de escrever esse artigo fiz uma pesquisa de preços para ter noção básica dos preços cobrados por eles e cheguei aos seguintes valores:

     A – 150.000,00 (pregadores importados dos Estados Unidos que pregam sobre a teologia da prosperidade)

     B – 80.000,00 (pregadores vindo da Europa é mais barato porque segundo eles o cristianismo na Europa esta em baixa)

     C – Brasil: Brasil é o celeiro dos PREGADORES GOSPEL onde eles chegam a faturar livre 80,000,00 mensal. Mas os preços não são fixo, existem uma variação; mas o mínimo fixado por eles é 3.000,00 por mensagem; os valores variam porque os PREGADORES GOSPEL estão divididos em TRÊS CATEGORIAS:

     - Pregadores ASTROS: São os de primeira classe, os famosos que exigem ALTOS CACHÊS, só hospedam em hotel CINCO ESTRELAS, não pregam em igrejas pequenas e para grupos pequenos. Cobram de 10.000,00 a 50,000,00 por mensagem.

     - Pregadores ESTRELAS: É uma classe de pregador que não divergem muito dos astros, a divergência é apenas em relação aos valores cobrados que variam de 5,000,00 a 25,000,00 por mensagem.

     - Pregadores ASPIRANTES: São aspirante ao posto de estrela e astro, está no mesmo caminho deles como ainda não chegou ao degrau superior tem as mesmas exigência das outras duas classes porém, cobram mais barato, algo em torno de 3,000,00 a 15,000,00 por mensagem.

      5. DEUS, A IGREJA E OS PASTORES.
     Deus é o autor da igreja, ele criou a Igreja, e deu a igreja pastores, para que estes cuidassem dela; mas estamos vendo o contrario.

     A – Deus com certeza não está satisfeito com essa negociação espúria do Evangelho de Cristo, o Evangelho devem ser pregado por homem temente a Deus, voluntário e gratuitamente; mas Deus está atento a tudo isso, cf. Rm.1.18  Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça;

     B – A igreja não precisa de pregadores estrela, aspirante ou astro, precisa sim de homem temente a Deus com visão evangelística, fervoroso no espírito ganhadores de almas, de homem que sabe o que é apascentar o rebanho de Deus; a Igreja de Cristo não está satisfeita com atitudes de certos líderes que estão negociando o sagrado.

     C – Nós pastores precisamos abrir os olhos, principalmente quem preside a igreja, saber que o dinheiro não é dele e sim da igreja, e é santo. Estão cometendo um grande pecado aqueles que usam o dinheiro da igreja para contratar PREGADORES GOSPEL. Cobrar para pregar o Evangelho de Cristo é PECADO, e quem paga peca mais ainda, o juízo será maior para quem PAGA. Senhores pastores vamos dar um basta nestas gentes descompromissadas com o reino de Deus; não convida pregadores que cobram para pregar em sua igreja; o Evangelho deve ser pregado por amor a Cristo com homens fiéis a Deus, a família e a igreja, existem milhares de homens de Deus que não se corromperam e que pregam a Cristo vivo e ressuscitado, e que não cobram para pregar estão apenas esperando uma oportunidade.


Vi no CREIO

Católicos atacam pastor que queria retirar Ave Maria de bandeira

    O nome “Ave Maria” está na bandeira da cidade de Sidrolândia, Mato Grosso do Sul.

    O Conselho Pastoral da Paróquia Nossa Senhora da Abadia respondeu à iniciativa do pastor evangélico que pede ao ministério público para retirar o nome “Ave Maria” da bandeira da cidade de Sidrolândia, Mato Grosso do Sul.

    O artigo foi escrito por Luis Medalha, do Conselho Pastoral, defendendo a manutenção da inscrição, sob o argumento de que,“proclamar o nome de Maria na bandeira da cidade não se trata de idolatria,” disse.

    “Irmão Adilson: estamos preocupados com você! Por quê? Ora, porque quem se irrita com o nome de Maria é o diabo.”

      Luis responde às ações do pastor Igreja Evangélica de Sidrlândia, Adilson Machado de Souza, que alega que a inscrição no símbolo do município fere o Direito Constitucional de liberdade religiosa, favorecendo a Igreja Católica.

    Adilson vive há 23 anos na cidade, mas notou somente em 2009 que o nome da santa estava na bandeira.

    “Eu nunca tinha me dado conta. Há dois anos vi a bandeira e percebi. Aí, como cidadão comum, eu resolvi entrar com uma ação judicial contra a Prefeitura,” disse.

    O pastor, que é também professor de inglês formado em Letras pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), afirmou que, “a bandeira foi feita por meio de decreto do fundador. Na simbologia não aparece sequer o porquê da inscrição.”

    Na carta Luis responde que em “primeiro lugar somos Irmãos em Cristo Jesus pois assim eles nos ensinou ‘Amai-vos uns aos outros como eu vos amei .’”

    Luis fez um alerta citando a primeira carta de João 2: 9 que diz, “aquele que diz estar na luz e odeia seu irmão Jaz ainda nas trevas.” E citando também Tito 3: 9, “Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs,” ele diz que “credito que nem eu e nem o irmão Adilson queremos responder pela indignação do apostolo Paulo.”

     Ele pediu também a Adilson que “olhe a sua volta e veja a face de Jesus nos pobres, nos doentes, nos encarcerados, nas crianças, etc. Assim a comunidade ira lhe reconhecer como um homem de Deus.”

    O pastor Adilson também está preparando um abaixo assinado que até o momento já contém cerca de 1000 assinaturas.

Vi no CREIO

Outras publicações